ACESSE:

Evangelização - As MORADAS DO CEU

17 de Maio de 2019
As MORADAS DO CEU
As MORADAS DO CEU


- A primeira pergunta de Jesus, no Evangelho de João: “Que procurais?” (1, 38), têm a resposta neste capítulo 14: “Na casa de meu Pai há muitas moradas” (João 14, 1-6). As nossas buscas, trabalhos neste mundo, a nossa vida de fé, de oração, de Igreja, de sociedade, de política, só tem sentido se visa umas das "moradas na casa de Deus Pai".

- Jesus anunciara a sua partida no capítulo 13 e, isso deixa os discípulos perturbados e Ele os conforta: “Não se perturbe o vosso coração. Credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas...” (Jo 14, 1-2). 

- As "nossas moradas" não estão nas realidades do mundo que passam. Quando trabalhamos pelas “moradas terrenas” (reconhecimento, poder econômico, social e religioso) a alma vive perturbada, ansiosa, angustiada porque um ladrão, uma doença, uma tragédia podem nos tirar tudo a qualquer hora. 

- Os discípulos de Jesus devem acreditar e confiar porque a sua partida para o Pai os favorece: “.... vou preparar-vos um lugar, voltarei e tomar-vos-ei comigo, para que, onde eu estou, também vós estejais” (Jo 14, 3). A vida cristã é para um dia estar na casa do Pai, na morada que Jesus nos prepara todos os dias.

- Jesus conhece o caminho para o Pai, porque é Ele o caminho: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém pode ir até ao Pai senão por mim” (Jo 14,6). Tudo o que o ser humano precisa para se salvar e não se perder nas "moradas mundanas é o Senhor Jesus, porque a “morada do céu está” em Jesus, pela mediação da Igreja, o Corpo de Cristo. Ele é o caminho que leva para a vida eterna. Amém!

Fonte:Pe. João Schneider